Make your own free website on Tripod.com

UNIMASTERS - ECO NEWS
Contaminação dos Alimentos

Home

Conheça a Escola
Jornal ECO NEWS
MATÉRIAS Nº 1
MATÉRIAS Nº 2
PROJETO FARMÁCIA VIVA
Educação Ambiental
Lei de Educação Ambiental
Ética e Cidadania
Trabalho Voluntário
Espécies Vegetais Brasileiras Ameaçadas de Extinção
Receitas com Plantas Medicinais
Plantas Daninhas na Medicina caseira
Plantas do Cerrado e do Pantanal
Nomes Científicos das Plantas Medicinais
Contaminação dos Alimentos
Contaminação dos Alimentos 2

Estudos científicos tem demonstrado que a extração de forma correta dos nutrientes dos alimentos e correção de hábitos alimentares tem a capacidade de reduzir enfermidades entre 30 a 50 %. A escolha entre forno microondas ou churrasqueira, crus ou cozidos ou sopas é o principal fator que define a qualidade nutricional do alimento.

Algumas verduras cruas tem a capacidade, quando ingeridas antes das refeições, deajudar o organismo a digerir melhor os alimentos (cenoura, aipo,rabanete,etc.).

Outras tem substâncias nocivas e é necessário o cozimento para desativar esses componentes. A couve de bruxelas contém uma substância que anula a vitamina B1.

Os cereais devem sempre ser bem cozidos.

Maneira correta de se cozinhar

O tipo de panela que é utilizado para o cozimento pode afetar o valor nutricional dos alimentos, a quantidade de água e a temperatura também tem essa capacidade.

As vitaminas do complexo B são sensíveis ao calor e a vitamina C se oxida na presença do oxigênio.

Deve-se colocar as verduras na panela quando a água estiver fervendo, e após um minuto deve-se baixar o fogo, a água deve ser utilizada para fazer sopas ou molhos.

Se cozinharmos legumes em uma grande quantidade de água podemos perder uma quantidade significativa de vitaminas. Por exemplo, se forem cozidos 300 g de couve em 100ml de água a perda é em torno de 10% de vitamina C, se a quantidade de água for aumentada podemos perder em torno de 50%.

Os legumes podem ser cozidos no vapor ou na panela de pressão onde se utiliza pouca água, o banho maria também é recomendado.

O forno de microondas

O seu uso não destrói as proteínas e vitaminas e não prejudica a saúde, mas deve-se tomar o cuidado com o tipo de recipiente que é utilizado para esquentar ou cozinhar a comida. Não deve ser usado recipiente de metal ou plástico, a não ser que haja indicação pelo fabricante.

Além destas informações as pessoas também podem optar por uma dieta mais equilibrada e natural com alimentos integrais e biológicos.

Higiene dos alimentos

A ingestão de alimentos contaminados é um problema muito grave e pode acontecer em qualquer local onde não exista um controle higiênico das instalações e dos equipamentos.

Os principais sintomas são náuseas, vômitos, cólicas, diarréias, podendo chegar a morte.

A maioria das intoxicações são causadas por bactérias porque são difíceis de se detectar através da aparência, gosto ou cheiro nos alimentos. Os indivíduos mais susceptíveis são as crianças e os idosos que possuem um sistema imunológico baixo. Pessoas com AIDS são mais propensas a sofrer com este tipo de contaminação.

Algumas bactérias ocorrem com mais freqüência, são elas: Campylobacter , Listeria e Salmonella.

Campylobacteriose é uma doença que pode ocorrer devido a presença da bactéria em alimentos crus ou frango mal cozido, leite cru e água não potável. Os sintomas são dor abdominal aguda, diarréia (aquosa ou com sangue), náusea, dor de cabeça, dor muscular e febre. Geralmente surgem após 2 a 5 dias após o consumo do alimento contaminado e duram de 7 a 10 dias.

Listeriose ocorre após ingestão de leite e queijo cru, carne crua ou mal passada, carne de frango e pescado cru ou mal passado. Os sintomas são semelhantes a gripe,com calafrios, febre e dor de cabeça com náuseas e vômitos,aparecem entre 2 a 30 dias após a contaminação e podem ser seguidos de bacteremia, meningite ou encefalite.

Salmonelose ocorre devido aingestão de alimentos contaminados com Salmonella, como carne crua ou mal passada, carne de frango crua, pescado cru e ovos. Apresenta sintomas semelhantes a gripe, podendo ser seguido de náusea, vômito, cólica abdominal e diarréia.

Cuidados na compra de alimentos

Deve-se tomar algumas precauções quando for ao mercado, essas observações podem evitar a contaminação da sua família pelos alimentos:
-Ler o rótulo dos alimentos;
-Verificar data de validade;
-Verificar se o leite ou o queijo são pasteurizados e com carimbo da inspeção;
-Produtos que contém carne crua ou mal passada devem ser evitados;
-Latas amassadas, embalagens danificadas podem estar contaminadas;
-Colocar pacotes de carne , frango ou pescado dentro de embalagens plásticas;
-Alimentos cozidos próximos a gelo ou pescado cru podem estar contaminados;
-Trabalhadores em condições pobresde higiene e ambientes de pouca higiene podem aumentar o riscode infecções dos alimentos;
-Alimentos refrigerados ou congelados devem ser rapidamente guardados;
-Carnes não podem permanecer por muito tempo (2 a 3 dias) na geladeira e devemser colocadas no congelador;
-Qualquer suspeita de má higiene deve ser notificada à fiscalização sanitária, afinal é a sua saúde e da sua família que está sedo colocada em risco.


Cuidados com os alimentos em casa

-Manter esponjas, prateleiras,refrigeradores, utensílios e toalhas limpas;
-Lavar as mãos antes e após manusear os alimentos;
-Tábuas de madeira não devem ser utilizadas para cortar carne crua, frango ou pescado;
-Tábuas de plástico são mais higiênicas;
-Frutas e vegetais devem ser lavadas e guardadas a uma temperatura abaixo de 10 graus;
-O cozimento ajuda a eliminar as bactérias em média a 75 graus;
-Cuidado com ovos crus ou mal cozidos;
-Deve-se verificar se no forno microondas o cozimento esteja sendo homogêneo, podendo-se virar o alimento até todo ele estiver cozido.


Cuidados com alimentação fora de casa

-Visitar a cozinha do estabelecimento para verificar as condições de higiene (é direito do consumidor);
-Consumir alimentos bem passados ou cozidos;
-Peixe deve estar solto,em flocos e não emborrachado, quando cortado;
-Ovos devem ser fritos nos dois lados;
-Maioneses caseiras em saladas devem ser evitadas;
-Pescado cru, mariscos ou carne de boi e frango crus podem estar contaminados com bactérias patogênicas;
-Ostras, sushi e sashimi como outros alimentos crus ou mal cozidos devem ser evitados;
-Em locais onde a água não é tratada, deve-se filtrar e ferver antes de tomar.


Alergia a alimentos

-Podem ocorrer um grande número de sintomas no organismo relacionados a alergias provocados por alimentos.

-As alergias estão diretamente relacionadas a desordens do sistema nervoso central, tais como depressão, ansiedade e fadiga crônica.

-Provocam a produção e liberação de agentes químicos reativos como histamina, citocina, linfocina e interferon, pelo sistema imunológico.

-A liberação dessas substâncias produzem reações nos sistemas imune, endócrino e nervoso. As toxinas também podem causar uma reação semelhante a da alergia.

-Uma das principais causas das alergias a alimentos estão relacionadas aos aditivos colocados nos alimentos, que possuem funções de conservação, emulsificação, corantes, estabilizantes e até para melhorar o sabor. Além desta o desaleitamento precoce das crianças e a introdução de comida sólida, a manipulação genética de plantas resultando em substâncias que reagem com os tecidos normais.

-A incidência tem aumentado muito nos últimos anos, a bronquite e a asma dobraram na última década e a dermatite atópica atinge 10 a 15% da população provocadas por antígenos alimentares, 25% das crianças tem apresentado reações adversas a comida.

-O excesso de agrotóxicos nos alimentos também pode provocar reações no organismo e causar deficiência imunológica.